quarta-feira, fevereiro 02, 2011

Uma "Dalila" , e és a queda!

 A história de Sansão registrada em no livro de Juízes a partir do capítulo 13, fala até os nossos dias; pois ele foi escolhido por Deus para livrar os filhos de Israel das mãos dos filisteus, ele veio com um propósito e uma missão. E para tal, deveria ser nazireu, não podia cortar os cabelos, devia manter-se longe do vinho e bebida forte, não podia comer coisa morta. Contudo Sansão pouco a pouco, foi perdendo o seu foco, permitindo-se distrair com seus desejos, os quais lhe levaram a perder sua força após ter seus cabelos cortados; embora a sua força não residisse em seus cabelos, mas na presença do Deus vivo em sua vida enquanto se mantivesse obedinte a aliança.
"A sedução vai muito além de conduta sexual imprópria, apesar de se parte de sua manifestação (Apocalipse 2.20). os sedutores, "impostores" que apresentam o mal como se fosse o bem, incluem aqueles que "andam enganando" e aqueles que apresentam a falsidade como se fosse verdade (Ezequiel 13:10; 2Timóteo 3:13).
O sedutor age de modo consciente e intencional, a fim de colocar outra pessoa numa posição de vulnerabilidade ou fraqueza, com propósito final de dominá-la completamante ou de destruí-la. Dalila empenhou-se, propositalmente, em causar destruição de Sansão (Juízes 16:15-17). Sua sedução não dava tréguas, "importunando-o" e "molestando-o" diariamente. Seu objetivo principal era de atingir o espírito de Sansão, de modo a se apoderar "da alma uma impaciência de matar". Sua sedução estava arraigada na mentira de que tudo terminaria bem, aponto de crer que o Senhor não se preocupava com um comportamento incorreto e que até mesmo aprovava.A maior sedução de todas - quer na vida de sansão , de Israel, quer na nossa vida hoje - é ser desviado da presença de Deus e de  seu poder sem ao menos perceber o que está acontecendo."
A Bíblia da Mulher
Qualquer semelhança é mera coincidencia. Pois assim como Sansão, todos nós temos propósito e razão de existir, e para cada conquista, é preciso esforço,  renúncia, obstinação, e aliança. 
De fora, é muito fácil dizer: Quanta tolice de Sansão! Será que não percebeu que Dalila ensistia tanto em um mesmo assunto? Como não se atentou a sua manobra? Mas é preciso manter essa mesma visão crítica, quando se tratar de nós,  diante de muitos conflitos, situações e pessoas que entram em  nossas vidas de uma hora para outra, e que dependendo de como as recebamos, teem o poder de virar nossa vida de cabeça para baixo. E assim, não nos encontrarmos como Sansão que perdeu a força, a visão e ainda se tornou escravo e bobo da corte.
Viver requer vigilância e prudência, pois há sempre quem queira nos derrubar e roubar a nossa unção, nosso projeto de vida, família, nosso caráter, nossa mente e tudo mais que possuimos.

Boa semana de muita vigilância!

Um comentário:

  1. Senhor dar-nos vigilância e prudência para pra ficarmos cegos !!!!!! bjo amiga elaine

    ResponderExcluir

Sua opinião é importante!